Mês: fevereiro 2016

10 dicas para melhorar a saúde emocional e psicológica

Vale a pena investir tempo e dedicação para melhorar a saúde emocional e psicológica.

Todo mundo sabe dos benefícios do exercício e de uma dieta saudável para manter o bem-estar. Associar a boa saúde exclusivamente com a nossa condição física trata-se de um comportamento comum na cultura ocidental. Cuidar de si mesmo a partir de uma perspectiva psicológica e emocional tende a ser negligenciado ou ignorado completamente até que algo mais dramático aconteça, como um episódio de depressão ou de intensa ansiedade. Agimos como se a nossas saúdes cognitiva e emocional não exigissem a nossa atenção e cuidado.

Os fatos contradizem o mérito desta atitude. A depressão foi recentemente apontada como a segunda maior causa de incapacidade em todo o mundo. De acordo com a Associação da Ansiedade e Depressão da América, o custo dos transtornos de ansiedade chega perto de um terço da despesa total do país em problemas relacionados à saúde mental. Embora as estatísticas sejam bastante alarmantes, a maioria das pessoas só reconhece o valor de cuidar da mente e das emoções quando já afetada por um problema de saúde mental.

Felizmente, nunca é tarde para investir no seu bem-estar. Se você acredita estar negligenciando a sua saúde mental e emocional, aqui vão 10 dicas para melhorar a saúde emocional e psicológica:

  1. Estimule o seu intelecto: quando foi a última vez que você desafiou o seu cérebro? Você pode ativar as suas células cinzentas por intermédio de uma leitura mais inspiradora. Diversifique o seu conhecimento com tópicos que você nunca leu antes. Coloque para o lado aqueles romances policiais e saia da sua zona de conforto com uma literatura mais culta e sofisticada.
  2. Mantenha relacionamentos saudáveis: como somos seres sociais, vivemos vidas mais longas e saudáveis quando socialmente ativos. Sentimentos de solidão e o isolamento social estão ligados à depressão e a demência de início tardio. À medida que envelhecemos, no entanto, temos a tendência de priorizar outras áreas em detrimento de nossas vidas sociais. Dedicar tempo e esforço para manter seus relacionamentos não melhora apenas o seu humor, como também estimula a sua cognição.

    melhorar a saúde emocional e psicológica
    Pequenas mudanças de comportamento podem melhorar a sua saúde mental e emocional.
  3. Pratique a autoaceitação: uma autoestima saudável depende da sua capacidade de se amar incondicionalmente. Quando você se aceita do jeito que é e vive em paz com as suas fraquezas, você está menos propenso a desenvolver um problema com o excesso de autocrítica, o perfeccionismo e a baixa autoestima.
  4. Relaxe o corpo e a mente: relaxamento muscular progressivo, meditação, atenção plena (mindfulness), yoga… As opções são muitas. Separe alguns minutos do seu dia para relaxar, restaurar seus níveis de energia e sentir-se em sintonia com o seu corpo.
  5. Aprecie a quietude: pare por um momento e se permita apenas “ser”. Você é um “ser”, então, comporte-se como tal. Não há nada de errado em desfrutar do momento. O dolce far niente é a palavra da hora. Resista à tentação de se distrair com o excesso de atividades e aprenda a apreciar uma existência imperturbável e serena. Você gosta da ideia de ser capaz de desfrutar dos pequenos prazeres da vida? Se você quiser aplicar este conceito maravilhoso na sua própria vida, coloque a sua atenção no aqui e agora. Perceba o que está ao seu redor. Abra os olhos para aquele céu multicolorido e dedique alguns minutos para processar o que você vê e sente.
  6. Aprenda a deixar para lá: se sentir muito apegado a uma ideia ou pensamento pode mantê-lo preso em modo ruminação. Se o seu pensamento não está lhe ajudando a atingir soluções produtivas, está na hora de deixá-lo para lá. Se você achar difícil se distrair ou concentrar em outra coisa, escreva a sua preocupação em um pedaço de papel e o jogue no lixo.
  7. Confie no seu potencial criativo: você não tem de ter um talento artístico para dar asas ao seu potencial criativo. A criatividade pessoal vai além da esfera artística. Você pode usar a sua própria capacidade de pensamento para criar novas maneiras de abordar a vida. Que tal tomar uma nova direção ou investir em um estilo de vida diferente? Quando a sua existência se torna uma encenação repetitiva de uma série de hábitos de longa data, um pouco de imaginação pode ajudá-lo a fazer mudanças positivas. Mesmo que você não se sinta confortável com a ideia de adotar um comportamento diferente, agir “como se” você se sentisse confiante pode lhe dar um gostinho do que você é realmente capaz.
  8. Invista no crescimento e desenvolvimento pessoais: fazer trabalho voluntário, ampliar as suas qualificações, adotar um papel ativo na sua comunidade, passar mais tempo com amigos e família, motivar-se para fazer o que você realmente ama, livrar-se de maus hábitos, introduzir hábitos saudáveis, a lista é grande! Celebre a sua humanidade e reconecte-se consigo mesmo, com as outras pessoas e o mundo ao seu redor.
  9. Mantenha um diário do seu humor: manter um registro diário de seus humores é uma excelente maneira de adquirir maior conhecimento sobre seus próprios sentimentos. Conectar bons e maus sentimentos com certos pensamentos e comportamentos lhe permitirá compreender as suas motivações e controlar o seu humor de forma mais eficaz.
  10. Faça Terapia Cognitivo-Comportamental: há momentos em que contar com a ajuda de um profissional representa a melhor escolha para implementar mudanças saudáveis na sua própria vida. A TCC é famosa por seus excelentes resultados no tratamento de uma ampla variedade de problemas. Por meio da TCC, você aprenderá maneiras alternativas de resolver problemas, tornando-se melhor equipado para lidar com desafios futuros.

Cuidar de si mesmo envolve monitorar a sua saúde psicológica e emocional. Você pode melhorar a sua qualidade de vida aumentando a sua consciência sobre a importância de uma boa relação entre o seu corpo e a sua mente. Priorizar um ou rejeitar o valor de seus próprios sentimentos completamente, pode ter um impacto profundo no seu bem-estar. Para evitar de descobrir sobre essa simples verdade da forma mais difícil, seja proativo. Pratique o amor-próprio e estenda o cuidado a si mesmo para toda a extensão do seu corpo, da cabeça aos pés.